quinta-feira, novembro 16, 2006

As verdades da mentira (5/9)

Tal como sabemos que não existem verdades absolutas (só num contexto religioso e dogmático é possível acreditar na Verdade), do mesmo modo não existem mentiras absolutas, mas vários graus: genericamente, vão desde a mentira inofensiva, ocasional e piedosa, passam pelas mentiras defensivas e justificativas, e podem chegar a esquemas mais elaborados com intuitos inócuos ou perversos que terminam por desembocar na mitomania e na mentira compulsiva.

1 comentário:

Andreia Ribeiro disse...

lool é bem verdade!! o que torna o meu comentário irónico...lool